Cuspindo no prato que comeu

Águas Lindas:
Tudo tem uma explicação, uma língua de cobra me falou o motivo pelo qual alguns cabos eleitorais experientes preferem trabalhar para políticos de fora, disse ela; “ Se cobramos pelo serviço e o sujeito é eleito, vira as costas e não fala mais com o prestador, se somos voluntários, depois de eleitos eles trocam de número de celular e não fala mais com o voluntario/otário, se perdem a eleição vira inimigo e botam a culpa nos que trabalharam em sua campanha, de qual quer forma cospem no prato que comeram. Já o candidato de fora, vem, paga pelo serviço e seja qual for o resultado vai embora, na próxima vem outra vez ou indica para alguém, assim não temos aborrecimento e nem decepção”, conclui a língua. (!!!) Realmente, nunca tinha visto por esse ângulo, contudo, temos que tentar acreditar que nem todos são iguais, pode haver uma exceção.